Universidade tem 10 cursos classificados com 5 estrelas no Guia da Faculdade do Estadão

Postado por: Corso

Em 2022, a UFMS tem 90 cursos estrelados no Guia da Faculdade do Estadão, sendo que dez cursos alcançaram a classificação cinco estrelas (excelente). Na Cidade Universitária, foram os cursos de Química Tecnológica, Fisioterapia, Nutrição, Geografia, Processos Gerenciais, Farmácia e Química; do Câmpus de Três Lagoas, Educação Física; e do Câmpus de Naviraí, Administração e Ciências Sociais.

Outros 78 cursos da Universidade receberam quatro estrelas (muito bom) e quatro receberam três estrelas (bom). A relação completa dos cursos avaliados pode ser acessada aqui.

De acordo com a diretora de Avaliação Institucional, Caroline Spanhol, em 2021 a UFMS havia sido ranqueada com três cursos cinco estrelas. “Saímos de um histórico de 3 cursos e estamos comemorando 10 cursos com cinco estrelas, então, é muito gratificante ver que todo esse esforço que a gestão faz, tem sido reconhecido não só pelos avaliadores, mas pela comunidade como um todo ”.

O Guia da Faculdade é publicado anualmente e são analisados cerca de 16 mil cursos de graduação (presenciais e a distância) de todo o país, de instituições de Ensino Superior cadastradas no Ministério da Educação e que aceitam o convite para participar da avaliação.

Avaliação

O coordenador de cada curso que será avaliado recebe um questionário no qual pode apresentar as principais características da sua graduação, com foco em três aspectos:
Projeto pedagógico – características da proposta de ensino do curso;
Corpo docente – perfil dos professores vinculados ao curso;
Infraestrutura – condições de materiais e equipamentos oferecidos.

São mais de 10 mil coordenadores e professores do Ensino Superior brasileiro que se cadastraram para atuar como avaliadores do Guia da Faculdade. É um trabalho voluntário, sem remuneração.
Os avaliadores são acionados para dar notas aos cursos das suas áreas de formação e de instituições prioritariamente localizadas na mesma região do país na qual trabalham. Eles são convidados a dar três notas (de 1 a 5) para cada curso:
Para a qualidade do projeto pedagógico;
Para a qualidade do corpo docente;
Para a qualidade da infraestrutura.

Cada curso é distribuído para a avaliação de seis professores Caso um curso não receba pelo menos quatro notas dos avaliadores, ele é considerado como “sem nota” na avaliação.

A maior e a menor notas recebidas por curso são descartadas. O resultado numérico do curso em 2022 é a média das notas intermediárias restantes. O resultado numérico de 2022 (com peso 3) é somado ao resultado numérico de 2021 (peso 2) e ao resultado de 2020 (peso 1) para se extrair o resultado numérico final de cada curso. Se um curso não foi avaliado em um dos anos anteriores, esse ano é desconsiderado da sua média final.

Texto: Crislaine Oliveira

Fonte: notícia originalmente publicada no link

Compartilhe:
Veja também