UFMS sobe uma posição no Ranking CWUR das melhores instituições de Ensino Superior do Brasil

Postado por: Corso

A UFMS está entre as 30 melhores instituições de Ensino Superior do país, ocupando a 27ª posição entre 56 melhores instituições brasileiras e a 20ª posição entre 40 Universidades Federais. A informação é do  Center for World University Rankings (CWUR). A avaliação foi feita em 19.788 Instituições de Ensino Superior, e o ranking foi publicado na segunda-feira, 25.

Segundo a diretora de Avaliação Institucional, Caroline Pauletto Spanhol Finocchio, este  é um dos principais rankings universitários do mundo que avalia a qualidade da educação, qualidade do corpo docente e o desempenho da Universidade em termos de pesquisas científicas. “Para nós é muito importante estar entre as melhores do mundo, isso sinaliza para toda a comunidade os avanços que a universidade tem obtido ao longo dos anos”.

“É bem importante para todos nós melhorarmos ano a ano, é com alegria que comemoramos essa colocação. E para aqueles estudantes que estão buscando conhecer as universidades para qual irão se inscrever para os processos seletivos, esses resultados dos rankings podem ser utilizados como um atributo de escolha.”, finaliza a diretora.

É uma organização líder em consultoria que fornece consultoria política, insights estratégicos e serviços de consultoria para governos e universidades para melhorar os resultados educacionais e de pesquisa. A primeira edição foi publicada em 2012, com o objetivo de classificar as cem melhores instituições do mundo e, desde 2019, a lista se expandiu para as 2 mil melhores universidades, tornando o CWUR o maior ranking acadêmico mundial

O ranking CWUR avalia quatro critérios:

Qualidade do ensino: medida pelo número de estudantes, relativo ao tamanho da universidade, que ganharam prêmios acadêmicos. Este critério equivale a 25% da nota;

Empregabilidade de egressos: medida pelo número de egressos da universidade que estejam nas mais altas funções executivas das maiores companhias do mundo; também em proporção ao tamanho da universidade. Equivale a 25% da pontuação;

Qualidade do corpo docente: medida pelo número de integrantes da universidade que tenham obtido prêmios acadêmicos. Este aspecto soma 10% da nota;

Performance em pesquisa: considera o total de artigos publicados, o percentual de estudos em periódicos mais bem qualificados e influentes e o número de citações. Este critério corresponde a 40% da avaliação

Texto: Lúcia Santos

Fonte: notícia originalmente publicada no link.

Compartilhe:
Veja também