Estendido prazo para estudantes e professores realizarem a Avaliação Institucional

Postado por: Corso

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) estendeu o prazo para estudantes e professores realizarem a Avaliação Institucional. “Reforçamos a importância da participação de todos, pois com base nas respostas conseguimos enxergar as potencialidades, bem como as fragilidades existentes nas unidades, especialmente neste momento atípico que estamos vivendo”, comenta a administradora e responsável pela Secretaria de Avaliação Institucional (Seavi) Jacyara de Souza. A Seavi é a unidade responsável por articular as diversas ações de avaliação desenvolvidas na Universidade e assessora a CPA no processo de Avaliação Institucional.

De acordo com a vice-presidente da CPA professora Christiane Areias Trindade neste primeiro semestre de 2020, está sendo implantada versão mais moderna do Sistema de Avaliação Institucional (Siai), que, inclusive, traz novas funcionalidades. “Algumas adaptações para melhoria do sistema estão sendo feitas durante a aplicação do instrumento, e para permitir que todos possam ter a oportunidade de expressar sua opinião, a CPA decidiu estender o tempo de aplicação”, explica Christiane. O prazo foi estendido até o dia 7 de julho.

“O momento da avaliação é a hora em que toda a instituição olha para si mesma. É a hora que toda a comunidade acadêmica pode dar sua opinião, sabendo que vai ser ouvida, e, assim, colaborar para o crescimento individual das pessoas, para o crescimento dos cursos, e para o desenvolvimento da própria da Universidade. Por isso, ninguém deve deixar de fazer”, ressalta a vice-presidente da CPA.

Segundo a presidente da CPA professora Maria Inês Affonseca Jardim, nesta etapa, os estudantes e professores avaliam as condições específicas do seu curso, disciplinas e de suas turmas. “Também foi acrescentado um bloco de questões para que todos possam avaliar alguns aspectos relacionados ao ensino no momento atual, no qual a rotina da Instituição foi modificada por conta das medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19”, destaca. “Foram também acrescentados alguns campos para respostas abertas, sugestão dada na última avaliação”, explica.

Resultados

A integrante da Comissão Própria de Avaliação (CPA), Suzi Rosa Miziara Barbosa, destaca algumas mudanças proporcionadas depois das avaliações. “Várias melhorias têm sido observadas como resultado da avaliação, entre elas estão melhorias e readequações de estruturas físicas, construção de unidades e laboratórios, substituição de equipamentos, entre outras”, destaca.

Especificamente, por exemplo, já foram feitas melhorias na política para internacionalização, por meio do incentivo a intercâmbios no exterior, com destaque para editais contemplando países como México, Colômbia e Portugal. Ainda em relação a esta área foi criado um setor de Relacões Internacionais na Aginova, além da contratação de professores visitantes estrangeiros, incentivo e capacitação para aulas em outros idiomas, ampliação do oferecimento de cursos de línguas nos câmpus e sinalização trilíngue.

Em relação aos espaços de convivência e alimentação, por exemplo, foi feita modernização dos restaurantes universitários de Campo Grande e Três Lagoas, construídos os RUs de Aquidauana e Corumbá, passou-se a oferecer jantar nos RUs, além de processos de licitação de novas cantinas e ampliação dos espaços de lazer, integração e convivência.

Outra área contemplada foi a Política de Atendimento ao Estudante, com a presença de profissionais de assistência social e expansão e fortalecimento do atendimento psicossocial em todos os câmpus, criação de novos auxílios e consequente ampliação da assistência estudantil, criação de tutorias e apoios acadêmicos, capacitação de coordenações e professores para apoio aos estudantes, além de circuitos culturais e esportivos nos câmpus.

Importância para os estudantes

A mestranda do Programa de Pós-Graduação (PPG) em Direito e representante dos acadêmicos de pós-graduação na CPA Rafaela de Deus Lima diz que a Avaliação Institucional tem um papel importante no contexto dos PPGs, pois seus resultados auxiliam no direcionamento das futuras ações acadêmicas e administrativas em prol da melhoria do ensino público.

“Um processo avaliativo participativo, informado e democrático é essencial para ter uma visão global da Pós-Graduação da UFMS e compreender as diferentes demandas e realidades dos PPGs. A participação de todos no processo avaliativo é primordial, justamente para que tenhamos conhecimento dos pontos a serem aprimorados e das evoluções já alcançadas”, destaca Rafaela. De acordo com a representante, sobre a sensibilização da comunidade acadêmica, a CPA possui um grupo voltado especificamente para isso, bem como a Associação de Pós-Graduandos, da qual Rafela é secretária, disponibilizou na última segunda-feira um guia para orientar os estudantes da pós-graduação durante o período de avaliação institucional.

Sistema

O relatório poderá ser preenchido em siai.ufms.br. “Pelo feedback que tivemos dos participantes o tempo de resposta varia de 3  a 10 minutos. Agora, há a possibilidade de salvar as respostas em determinado ponto e retomar o processo, quando for conveniente. Essa também foi uma demanda feita pela comunidade em processos anteriores e que está contemplada neste ano”, finaliza a chefe da Seavi Jacyara de Souza.

Confira o ranking das unidades

Entre as unidades da Universidade, a que possui o maior percentual de respostas à Avaliação Institucional é o campus de Naviraí (CPNV), seguido da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição (Facfan) e Faculdade de Odontologia (Faodo). Para acompanhar os percentuais basta acessar: https://siai.ufms.br/avaliacao-institucional/relatorios/acompanhamento

Texto: Vanessa Amin

Fonte: originalmente publicado no link.

Compartilhe:
Veja também