Curso de Engenharia de Produção é reconhecido com conceito máximo

Postado por: Corso

O curso de Engenharia de Produção oferecido no Câmpus de Nova Andradina (CPNA) recebeu conceito máximo do Ministério da Educação (MEC) no processo de reconhecimento. “O sucesso na avaliação do curso demonstra o comprometimento institucional, da gestão, dos professores, dos técnicos, dos estudantes e dos servidores terceirizados, no fortalecimento dos cursos de graduação. Além disso, demonstra para a sociedade a excelente qualificação dos profissionais que a UFMS disponibiliza para o mercado de trabalho”, comentou o pró-reitor de Graduação, Cristiano Costa Argemon Vieira.

Na avaliação feita pela comissão designada pelo MEC, foram analisadas três dimensões: Organização Didático Pedagógica, Corpo Docente e Tutorial e Infraestrutura. “Após o processo, é gerado o Conceito de Curso, graduado em cinco níveis, cujo valor mais alto é 5, e isso demonstrou a excelente qualidade do curso de Engenharia de Produção ofertado no CPNA”, explicou.

A coordenadora do curso, Giovanna Medeiros, relatou que a notícia do reconhecimento com conceito máximo foi recebida com muita alegria. “Apesar das dificuldades que enfrentamos, tínhamos consciência do quanto nos dedicamos para construir um curso de qualidade”, falou. Ela atribuiu o excelente resultado “ao trabalho e dedicação de todos que contribuíram com a história do curso. Apesar dos obstáculos enfrentados, propiciar um ambiente de qualidade para formação dos nossos estudantes sempre foi uma preocupação do corpo de docentes, técnicos e da direção. E nossos acadêmicos justificam todo este esforço, pois eles são muito engajados, participativos e nos motivam a fazer cada vez mais”, disse.

“Os professores, técnicos e estudantes de Engenharia de Produção estão de parabéns, conseguimos comprovar junto ao MEC que a UFMS atende todas conformidades e que asseguram o ensino superior de qualidade, somos nota 5 o conceito máximo. Essa árdua tarefa permitiu que evidenciássemos toda a dedicação, transparência e comunicação entre a reitoria, a pró-reitoria de graduação, a coordenadoria de curso e demais órgãos de apoio na construção desse processo, comprovando que a nossa Universidade tem uma alta performance e garante qualidade no ensino, pesquisa, extensão, inovação e empreendedorismo, sempre preocupada em garantir um futuro promissor aos nossos acadêmicos e servidores”, destacou a diretora do CPNA Solange Fachin.

Atualmente, o curso de Engenharia de Produção conta com 83 estudantes e a primeira turma será graduada no fim deste ano. Além dele, os cursos de Medicina do Câmpus de Três Lagoas e Administração do Câmpus de Naviraí também foram reconhecidos em 2022, com conceito máximo pelo MEC.

Fonte: Notícia originalmente publicada no link.

Compartilhe:
Veja também